Preocupada com o Meio Ambiente, Prefeitura de Ariquemes Expande Coleta de Lixo Seletiva

Preocupada com o Meio Ambiente, Prefeitura de Ariquemes Expande Coleta de Lixo Seletiva

A prefeitura de Ariquemes, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente – SEMA, vem desde o final de 2019 aperfeiçoando e expandindo o programa de Coleta Seletiva de Resíduos Sólidos em nosso município.

A SEMA operacionalizou um sistema em que o lixo seco, formado por papel, vidro, metal, plástico é coletado por um caminhão coletor em dias diferentes da coleta do lixo orgânico, também conhecido como lixo molhado, que possui seu próprio coletor. Assim que o caminhão passa coletando o lixo seco, os funcionários deixam nas residências sacolas plásticas de 50 litros, na cor verde, para que o morador acondicione o resíduo para a próxima coleta. Aos poucos o programa contemplará todos os bairros da cidade.

            Inserido nessa realidade, que prima por uma administração pública  assentada em valores socioambientais, o executivo municipal tem fomentado e fortalecido as cooperativas de catadores de lixo seco, a criação em médio prazo, de Pontos de Entrega Voluntária (PEV)/ECOPONTOS, onde os moradores poderão despejar restos de construção  e investido em  Educação Ambiental nas escolas e também nos bairros com  palestras sobre impactos ambientais causados pelos resíduos sólidos, tipos de materiais recicláveis e orientações sobre a separação do lixo seco e lixo úmido.

            Segundo Glauco Rodrigo Kozerski, engenheiro ambiental da SEMA e ex-superintendente do CISAN – Consorcio Intermunicipal de Saneamento da região Central de Rondônia, o município de Ariquemes, com a efetivação da Coleta Seletiva, está em consonância com as normas e padrões exigidos pela lei federal 12.305/2010 que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos e as leis municipais 1.426/2008, 1.416/2008 e 1.495/2009, respectivamente Politica Municipal de Coleta de Lixo, Política de coleta de pilhas, baterias, celulares e produtos eletrônicos e código ambiental municipal.                 “Hoje o município gera, em média, 60 toneladas diárias de lixo, que ao ser coletado seletivamente produzirá um duplo benefício: socioeconômico, gerando renda para as associações e cooperativas de catadores, e ambiental, aumentando a vida útil do nosso Aterro Sanitário, uma vez que o mesmo é para a destinação final do resíduo e para atingir os seus objetivos é preciso antes a Coleta Seletiva” explicou Kozerski. ”

PREFEITURA DE ARIQUEMES VEM APERFEIÇOANDO E EXPANDINDO O PROGRAMA DE COLETA SELETIVA DE LIXO